terça-feira, 10 de maio de 2011

REVIGORANDO...

FRANCISCO MIGUELDEMOURA*
para Mécia, de uns anos antes


Amo-te ainda como antigamente,
Minha antiga mente se renova.

A flor não se murchou ao sol
Nem na sombra da falta
Do teu rosto de outrora.

Meu sorriso não terminou,
Esmoreceu de tantas primaveras,
Veras sem rimas primorosas,
Nem alguma prima.

O cheiro vem de longe
E, diferente,
É o mesmo:
–Tem as marcas do tempo
E as manchas no rosto
Pelo suor seco e sem máscaras
Do temporal que passou.
________________
*Francisco Miguel de Moura, poeta e prosador brasileiro que jamais desejou morar noutra cidade que não Teresina, desde que aqui chegou em 1964; tem vários livros e está organizando sua obra melhor, em poesia, prometendo até 2016 - Ano seu do seus cinquenta anos de escritor.

Nenhum comentário: